09 fevereiro 2017

5 alguma coisa • quotes de A Geografia de Nós Dois

De todos os muitos livros que li esse ano que passou, A Geografia de Nós Dois foi com certeza um dos melhores. Escrito pela Jennifer E. Smith, traduzido pro português pela Glenda D'Oliveira, e lançado aqui no Brasil em julho do ano passado pela Editora Galera Record, o livro fala sobre a amizade entre Lucy e Owen, que se conhecem em um elevador de um prédio de luxo num blecaute que acaba deixando Nova York às escuras. Como nem tudo são flores sempre, eles acabam se distanciando por causa de algumas coisas que acontecem e começam a duvidar se aquela amizade  que havia se formado pode sobreviver a isso.

Como o livro é cheio de lugares e frases incríveis, separei 5 citações do livro que me fizeram refletir de algum modo pra compartilhar aqui com vocês 😊

Lucy por outro lado, sempre passara despercebida em sua escola; tinha um talento especial para se fazer invisível, algo que sempre lhe pareceu uma espécie de superpoder, uma coisa exclusivamente sua. Estar só nunca foi um peso. Em vez de colocá-la pra baixo, fazia com que flutuasse; quando estava sozinha, ficava mais leve. Quando era só ela com ela mesma, sentia-se irrefreável e livre.

Lucy Patterson sempre teve uma vida confortável. Filha mais nova de pais que vivem viajando pelo mundo e irmã dos gêmeos que dificilmente ficavam em casa (e que tinham se mudado e deixado sua vida um pouco mais vazia), ela acabou se acostumando com aquele tipo de solidão. Estudava na mesma escola desde sempre e aturava as colegas até onde dava. E ela se sentia bem com isso. Não tem nada de errado em não ser de muitos amigos, se os poucos que se têm valem a pena. 


Talvez fosse possível arrancar alguém da vida que conhecia e atirá-lo no meio de outro lugar, fazendo com que parecesse uma pessoa completamente diferente. Mas mesmo que esse fosse o caso, pensou Lucy, não era de fato como se a pessoa tivesse mudado - mudaram apenas o cenário e o elenco. Não é porque pintamos uma casa que a mobília ali dentro muda. Tinha que ser igual com as pessoas. No fundo,bem dentro dos seus corações, elas continuariam as mesmas, não importava onde estivessem, certo?

Recentemente tenho ouvido muito uma música da Shawn Mendes chamada Understand. Ela me fez lembrar um pouco dessa frase da Lucy, porque fala muito sobre tentar entender quem a gente é, e é justamente isso que acontece nessa parte do livro. Lucy percebe que tudo que ela tem passado faz ela amadurecer. Como o Shawn diz na música, "Because you change and not changing in a bad way. Just changing because that's what happens in life. You grow up. Everyone moves on. You're just learning. You stay true to yourself."


... e aquela lhe pareceu a forma mais verdadeira de gentileza, o tipo mais básico de amor: a preocupação com aquele que também se preocupa com você.

A distância entre Lucy e Owen acaba fazendo com que as coisas pareçam estranhas entre eles. Mas ela acaba percebendo que uma coisa não mudou: ele continuava se preocupando com ela, mesmo que eles não fossem tão próximos como antes. E acho que essa acaba sendo a melhor forma de mostrar que se ama alguém.


O silêncio entre ambos já se estendera tempo demais para fingirem que era algo além do que era. Não havia mais espaço para as palavras; tudo o que restava eram dois corações batendo.

Bom, acho que nem preciso dizer muito e isso vai ser bem clichê mas: às vezes nenhuma palavra é necessária pra se expressar. 


Owen também sorriu, deixando os olhos se fecharem, mas ainda assim continuava a vê-las, brilhando fortes trás das pálpebras. E, pela primeira vez em semanas, ele se sentiu aceso por dentro, mesmo nas noites mais escuras.
Depois da morte da mãe, Owen sente como se parte dele também tivesse morrido. A vida dele estava pra lá de cinza até que ele conhece Lucy, e ela acaba ajudando ele a sair da deprê. Interessante como uma pessoa consegue iluminar a gente às vezes, né?

***

E aí, deu pra sentir um pouco da essência desse livro através desses quotes?

2 comentários:

  1. genteeee... A maneira que você fala dos livros que ler me faz querer ler também... muito bom já falei que gosto de ler o que você escreve??? de mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Mari <3 tu não sabe o quanto teus comentários me deixam feliz!

      Excluir