28 outubro 2016

3 adaptações que estão longe de serem fieis aos livros

Imagem: Tumblr
Ter uma paixão infinita por livros também tem algumas desvantagens, por incrível que pareça. Uma delas é quando o mesmo ganha uma adaptação cenográfica. A história é quase sempre a mesma: a gente fica super entusiasmado com a notícia, mas aos poucos vamos sentindo aquele medo de o filme não superar nossas expectativas e, por fim, sentimos uma onda frustração nos atingir depois de ver os créditos subindo na tela (ou até muito antes disso, na maioria das vezes).

Um dia desses eu fiz um post lá no Livrofilia falando sobre algumas cenas de A Culpa é das Estrelas que são um pouquinho diferentes no livro. É claro que eu tinha que citar algumas coisas que não estiveram no filme, mas que fazem toda diferença na história e simplesmente nem foram mencionadas.

Continuando nessa linha de raciocínio, listei alguns filmes que você não deve assistir de jeito nenhum se você for daqueles que fica super irritado com a diferença entre os dois. Acho que a maioria já assistiu ou leu algum deles, mas sinto que tenho que avisar que esse post vai ter um pouco de spoilers.
Imagens: Tumblr
Tinha que começar com Um Amor Para Recordar porque, gente, foi o primeiro filme baseado em livro que eu vi na vida. A adaptação deve ser só uns 30% fiel ao livro, no máximo. Ficou parecendo que alguém fez um resumão muito mal feito do livro, esquecendo de contar as melhores partes.

Pra começar, o Landon Carter original está muito longe de ser um bad boy. Prova disso é que ele até mesmo chega a se candidatar a presidente do grêmio estudantil no último ano do colégio. E é justamente isso que faz com que ele e Jamie Sullivan comecem a se falar fora da escola, fazendo a história se desenrolar. Aliás, tem resenha minha desse livro, caso você nunca tenha lido porque não gostou do filme, viu?

Imagens: Tumblr
Eu lembro que quando anunciaram que Cidades de Papel iria ganhar uma adaptação pro cinema, eu fiquei super feliz, principalmente por saber que o Nat Wolff iria interpretar o Q. Sério, era só ouvir o we're trying so hard to get it all right que meu coração batia forte. Mas é claro que, com um pouquinho de tempo, minha empolgação foi murchando e fui percebendo que estava me iludindo demais. E quando eu finalmente assisti o filme, um bom tempo depois do lançamento, vi que eu estava certa em dar um ponto nessa minha euforia toda.

Acho que o que mais fez o filme perder a essência do livro foi em não explicar o porque de a Margot ter sumido como é na história original. Sabe aquele cara morto que eles encontram no começo do filme? Pois é, ele é importante. Muito importante. E ok a Angela, namorada do Radar, ser um amorzinho de personagem, mas ela mal aparece no livro! E eu vou tentar não falar do final, porque foi o exato oposto do livro.

Imagens: Google
Li a trilogia Divergente quando estava terminando o ensino médio, e lembro que quando terminei Convergente, ainda iriam lançar Insurgente, ou algo assim. Como uma pessoa bem vivida e com um pouco de experiência no quesito "se decepcionar com adaptações cinematográficas", eu nem criei tanta expectativa assim dessa vez.

Faz pouco tempo que assisti o, tecnicamente, último filme da saga e não me lembro de todos os detalhes do livro. As únicas certezas que eu tenho é que Tris Prior passa boa parte do tempo tentando entender o passado da mãe dela, que tem vários personagens super legais que não aparecem no filme (o irmão da Tori é um deles) e que o final não é daquele jeito. Fiquei me perguntando se é por isso que o filme não conquistou o público.

Mas e você? Tem alguma decepção desse tipo pra dividir com a gente?
Sinta-se livre pra compartilhar essa experiência!

6 comentários:

  1. Eu gostei muito do filme Um amor para recordar, mais ao ver seu post fiquei com vontade de ler o livro. =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você gostou do filme, prepare-se pra amar imensamente o livro!

      Excluir
  2. Já assisti várias vezes o filme Um amora para recordar e amo! Gostei muito da sua resenha, não sabia que tinha o livro, fiquei curiosa para ler.
    Beijos!

    http://www.raquelamandamakeup.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que essa sua curiosidade te impulsione a ler o livro. Ele é lindo!

      Excluir
  3. A 5ª Vaga! O livro é tããão bom e filme é uma desilusão. Não li o livro de Um Amor para Recordar mas amei o filme e chorei a baba e ranho acho que tenho mesmo de ler o livro se é melhor que o filme!
    O último vi primeiro o filme Divergente e agora li os 3 livros e também achei muito diferente!
    Beijinhos

    http://averamarques.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um abismo de diferença entre os filmes e os livros, Vera. Ah, você vai amar Um Amor Para Recordar, tenho certeza!

      Excluir