13 maio 2016

Resenha • Surpreendente!

Título: Surpreendente!
Autor: Maurício Gomyde
Editora: Intrínseca
Páginas: 265

Sinopse

Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema com instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência como uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclub de São Paulo e trabalha em uma videolocadora na periferia, Pedro planeja seu próximo filme — a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração. A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sério abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem, feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

Resumo

Pedro é, como ele mesmo diz, uma aberração positiva da natureza. Passou a adolescência inteira se tornando alguém acanhado por, aos poucos, perder sua visão. Mas, desafiando a lógica da medicina, aos 19 o problema estacionou, e Pedro, confiante com a notícia, desafiou-se a cursar algo que dependia essencialmente da sua visão!

Aos 25, Pedro faz de tudo pra manter vivo o Cinema Felicidade, e justamente por isso ele trabalha numa videolocadora de filmes na periferia e faz de tudo pra que o último cineclube de São Paulo não deixe de existir. O rapaz também corre atrás do Cacau de Ouro, sonho de qualquer cineasta. E, ao ser acometido por uma paixonite retumbante aguda, Pedro tem a inacreditável ideia de escrever um roteiro sobre o que sente por Cristal, a ruivinha que parece ter bombardeado seu peito com um de seus raios arqueométricos.

Tudo parecia beirar a perfeição, até sua vida virar totalmente de cabeça pra baixo. Em casa, no trabalho, dentro de si... Tudo muda completamente ao mesmo tempo. Voltando a ficar deprimido e solitário, como quando era mais novo e estava perdendo a visão, Pedro recebe o apoio total de seus amigos, que topam viajar com ele ao som das maiores canções de amor de todos os tempos e fazendo tudo em nome da arte. Com Fit, Mayla e Cristal, Pedro vai em busca do seu milagre. 
Compreender o mundo é uma tarefa complicada para qualquer pessoa, enxergue ela ou não. Então você não está melhor nem pior do que ninguém. E lembre-se: muita gente vê tudo, mas não enxerga nada.

Opinião

Tenho que confessar que eu enrolei bastante pra começar o livro, e pra terminar também, mas enfim. Foi a primeira vez que li algo do autor, e gostei do jeito descontraído que ele escreve. O personagem principal, Pedro, é, e age, como qualquer outra pessoa agiria se estivesse no seu lugar. Ele tenta se manter positivo em todas as situações, mas é claro que quando o jogo muda e sua vida gira em 180º ele perde a cabeça e começa agir por impulso (o que é completamente compreensível). Os outros personagens também são bem cativantes, e as aventuras que eles vivem juntos durante a viagem são, no mínimo, épicas. Me deu um pouco de agonia quando a vida do Pedro começa a mudar e o fato de ter alguns palavrões me deixou um pouco incomodada, mas a história em si é boa.  Não se tornou um dos meus favoritos. mas o final é um tanto... Surpreendente!

***

Surpreendente é o sexto romance do Maurício, mas o primeiro que li. E você, já leu essa ou outra obra do autor? O que achou?

Nenhum comentário:

Postar um comentário