12 setembro 2014

Não acabou. Ainda não.

Imagem: Reprodução
Uma vez alguém que eu gostava muito me disse que eu não sabia amar. Nem preciso dizer o quanto doeu, né? Eu ficava pensando "Ele não percebe quanta coisa eu fiz por ele?". Ele percebia, disso eu tinha certeza. Ele só não queria que fosse eu fazendo tudo aquilo por ele. Assim como eu não queria ninguém no lugar dele, nunca. 

Eu queria tanto ter gritado aquilo na cara dele, mas eu fiz algo melhor (pelo menos pra mim): fiquei em silêncio. 

Minha visão sobre ele mudou, mas um "você não sabe amar" vindo dele me deixou debulhando em lágrimas por, sei lá, meses. Eu queria tanto continuar segurando aquela mão, que me fazia sentir segura. Continuar recebendo aquele abraço, que me fazia pensar que nossa harmonia era tão grande que nossos corações batiam em apenas um ritmo. Continuar dividindo os fones de ouvido com ele e pensar como eu era sortuda de ter encontrado alguém com o mesmo gosto que eu. Continuar ouvindo aquela voz me dizendo que tudo iria ficar bem. Continuar rindo daquelas palhaçadas que não tinham um pingo de graça. Continuar olhando naqueles olhos castanhos e pensar como ele era o cara feito exatamente pra mim. Mas eu não era a garota feita exatamente pra ele. E nunca seria. Ele queria ouvir um "eu te amo" de outro alguém. Ele queria olhar e sentir paz em outros olhos. Ele queria sentir o coração e ter harmonia com outa pessoa. Ele queria entrelaçar os dedos em outros cabelos. Pensar em tudo isso fez o que eu sentia por ele diminuir. Diminuiu, mas não acabou.

2 comentários:

  1. Q texto lindoooo ...Tô chorando aki

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou! Ah, e chora não, viu? haha
      Um beijo ;*

      Excluir